Branding Digital: Sua Marca Mais Forte nas redes

Nós já falamos em artigos anteriores sobre a importância de um storytelling verdadeiro e consistente e também da criação de conteúdo feita com propósito. Mas será que ficou claro para as marcas que sua comunicação na internet deve ser feita para outros fins além de “vender e converter”? A relação do ser humano com o digital mudou; estamos presentes na web para criar conexões duradouras. 

Pra começar, é preciso esquecer a palavra “consumidor”. A relação atual entre pessoas e marcas se tornou emocional. Hoje, existem os “advogados” – defensores de um estilo de vida que compartilham dos mesmos valores. Como consequência, comprar se tornou menos importante que viver a marca e adquirir um produto é apenas uma das etapas de uma longa história de amor. É como se a presença online da sua marca fosse a extensão de sua presença física. 

O Branding é o principal aliado nessa história, em uma tomada de decisão mais esclarecida e na fidelização de amigos, defensores e prosumers.

Enquanto o Marketing verbaliza e põe sua marca na rua, o Branding se conecta diretamente com a alma. O Branding é um conjunto de estratégias e diretrizes a partir das quais o Marketing vai criar sua comunicação.

Ele é a base e cria estruturas mentais, ajudando a organizar os pensamentos das pessoas não somente sobre produtos e serviços, mas sobre a marca como uma entidade, gerando identificação e sentimento de pertencimento. Portanto, antes de pensar em taxas de conversão e outros tipos de mensuração, é preciso pensar em como envolver genuinamente quem acompanha sua marca – e como mostrar para o mundo quem ela é. Esse é o caminho para criar grandes comunidades digitais e, a partir disso, o resultado positivo de crescimento será natural. 

Um dos exemplos que melhor representam esse investimento na relação entre marca e pessoas é a Patagônia. Seus representantes em campanhas são os próprios esportistas – pessoas que vivem esse estilo de vida explorador com foco na conexão e preservação do meio ambiente.

A queridinha Loja Três também reuniu um time engajado com a marca (e super conectado!) para criar coleções cápsula e modelar nas campanhas. 

E a gente não se cansa de citar a sempre inspiradora e maravilhosa Insecta, que produz imagens lindíssimas em meio à natureza e preenche seu blog com artigos que abordam assuntos sobre o universo em que habitam, como veganismo, sustentabilidade e brasilidade. 

Já não é de hoje que se escuta que engajamento vale mais que milhões de seguidores. O Instagram já tornou corriqueira a limpeza de usuários fakes, comprados e comentários feitos por robôs. Não há mais espaço para esse tipo de prática. Estamos vivendo a “era da verdade”. É preciso consistência e você só consegue inovar se as suas ideias estiverem conectadas com a sua essência.

Praticar o Branding nas redes requer dedicação, foco e entrega, mas acredite, vale muito mais a pena mergulhar nesse processo do que passar por uma gestão de crise. 

Tags:
Carol Lancelloti

Carol Lancelloti

Carioca, formada em Moda, criativa em essência e comunicadora. Capricorniana com ascendente em Touro, abraça o mundo e faz de tudo um pouco: é fotógrafa mas também escreve, captura e edita, realiza e sonha. Bailarina e crazy cat lady nas horas vagas.

Deixe um comentário

O que fazemos

Branding

Consultoria de Estilo

Palestras

Vivências para inovação

Pesquisa

Projetos especiais

Criável

RIOetc

Receba nossas news