Ir para conteúdo

3 coisas que você precisa saber essa semana por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 26.09.17

1 – A volta da Fiorucci:

A icônica marca italiana está de volta, sob nova direção, com linguagem atual e pra lá de cool. A Fiorucci trouxe o clima da swingging London pras ruas de Milão no final dos anos 60. Fundada por Elio Fiorucci, a marca foi sinônimo de irreverência, sexappeal e ousadia, alcançando seu auge na década de 80. Sua volta ilustra perfeitamente a onda de resgate de marcas do passado que por algum motivo, ao longo de sua história, acabaram se tornando kitsch ou populares demais, caindo em total declínio e esquecimento. A história começou em 2016, quando a Vetements colocou na passarela da Alta Costura de Paris marcas como Juicy Couture e Champion. Um pouco antes, a gente viu a Fila e a Kappa se tornarem cool novamente com a história do athleisure e das logos em evidência. Sim, as logos de marcas old school (não necessariamente de Moda) estampando bonés e camisetas da galera mais jovem e urbana continua muito forte. Lembra da turma fazendo upcycling com as sacolas da Ikea? Quanto mais tosco, mais cult. ;) E, olha, não vai demorar muito pra gente ver uma galera desfilando por aí o icônico casal de anjinhos da Fiorucci. Nessa onda de resgate, a gente amaria muito ver por aqui a volta de marcas como a Company e a Gang. Seria o máximo!

0917_GeorgiaByTheSeaside_3row-1_col-2-min

fiorucci2

.

2 – Beta, a robô feminista:

Uma robô feminista que ajuda mulheres a lutarem pelos seus direitos. Sim, ela existe e é brasileira. Seu nome é Beta. :) Através do Facebook Messenger, a Beta mobiliza internautas sobre pautas relacionadas aos direitos da mulheres e responde diversas perguntas relacionadas ao feminismo. Basta acessar a página da Beta e mandar um alô no inbox. Prontamente você será respondid@ por ela. Seguindo parâmetros pré-programados, a robô vai te informar sobre assuntos que estão em pauta na luta feminista, eventos e projetos de lei pra que você possa participar ativamente de campanhas. A ideia maravilhosa partiu do Nossas, laboratório de ativismo digital formado por programadoras mulheres.

beta

.

3 – O melhor curriculum que você vai ver hoje:

Quem foi que disse que estética de curriculum precisa ser aquela coisa sem graça escrita em Times New Roman? Em se tratando de profissões criativas, legal mesmo é poder fazer diferente. Se houvesse um concurso de curriculums originais, o prêmio, certamente, iria pro designer galês Andy Morris. Aficionado por Lego, ele montou várias miniaturas de si mesmo e bolou embalagens geniais com o conteúdo de seu curriculum pra distribuir por agências de Design e Publicidade na esperança de conseguir um novo emprego. Se ele conseguiu a vaga ou não, a gente não sabe, mas que ele é muito criativo, isso ele é. ;)

lego-cv-andy-morris-14

lego-cv-andy-morris-15

3 coisas que você precisa saber essa semana por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 19.09.17

1 – A “Netflix” brasileira gratuita e colaborativa:
Você precisa conhecer a Libreflix. O nome já diz tudo. Trata-se de uma plataforma de streaming aberta e colaborativa que reúne ótimas produções audiovisuais independentes, de livre exibição e que fazem pensar. No nosso último Encontro, a gente falou da M2M, que é voltada pra quem curte Moda, com desfiles, filmes e documentários gratuitos sobre o assunto, lembra?

Imagem1

.

.2 – E por falar em Sétima Arte:
O Brasil vai receber pela primeira vez o FFF – Fashion Film Festival, festival mundial de filmes de Moda que acontece em Londres, Milão e Berlim. Por aqui, a categoria ainda está engatinhando, pois são pouquíssimas as marcas que investem neste tipo de linguagem. E o Festival chega aqui justamente com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos filmes de Moda brasileiros. Serão 5 categorias a serem julgadas por um júri especializado: Filmes do Autor, Marcas, Têxteis Técnicos, Estudante e Internacional. A premiação acontece no dia 25/09, na UNIBES Cultural, em São Paulo, como parte da 1ª Semana Brasileira de Moda, organizada pelo IBModa.

Filme da neomarca brasileira D-Aura, que concorre na categoria Filme de Marca

.
3 – Os 500 nomes mais influentes da Moda, segundo o The Business of Fashion:
Há cinco anos, o The Business of Fashion publica uma lista anual com os 500 nomes mais influentes da Indústria da Moda global. Estilistas, editores, CEOs, modelos… Este ano, o Brasil aparece em 13º lugar no ranking, com nove brasileiros nomeados. São eles: Alexandre Birman, da Arezzo; a blogger Camila Coutinho; Carlos Jereissati Filho, do Grupo Iguatemi; Daniela Falcão, da Globo Condé Nast; Flavio Rocha, do Grupo Guararapes; o diretor artístico Giovanni Bianco; a jornalista Maria Prata; Natalie Klein, da NK e a designer Paula Cademartori. Os EUA aparecem em primeiro lugar, seguidos pelo Reino Unido, França, Itália e China. Clica aqui pra ver a lista completa.

divulgac3a7c3a3o31Giovanni Bianco

para blog

logo menos tendencia para posts blog

3 coisas que você precisa saber essa semana por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 05.09.17

1 – Como é ser imigrante e negro no Brasil:

Dizem por aí que o brasileiro é o povo mais receptivo do mundo. Pois é, dizem… Mas na realidade não é bem assim. O Brasil é um país maciçamente formado por imigrantes dos quatro cantos do mundo, mas tem se revelado extremamente preconceituoso com aqueles que estão desembarcando por aqui recentemente. Será que esquecemos das nossas origens, dos nossos antepassados? O Quebrando o Tabu fez um vídeo muito bacana, dando voz a imigrantes angolanos que vivem no Brasil. Aqui, você pode entender um pouco melhor o que se passa na pele deles e as dificuldades que enfrentam no dia a dia sendo imigrantes e negros.

“Todo ser humano, uma vez na vida, deveria experimentar ser estrangeiro. Você aprende, realmente, o que é que a vida significa.”

.

2 – Peraí, dá pra imprimir Gif? Dá sim:

Já pensou em imprimir fotos “vivas? Pois é! Já existe uma câmera que faz isso, combinando Instagram, Polaroid e Gif animado. A Instagif NextStep, uma invenção de Abhishek Singh, permite capturar e eternizar momentos únicos em movimento. É possível imprimi-los na hora! O mais legal é que o processo de construção da câmera foi todo documentado online por seu criador, onde ele também disponibilizou todos os arquivos de design e códigos pra que você mesm@ possa montar a sua câmera, caso tenha habilidade pra isso. No nosso caso, o jeito é esperar o lançamento no mercado mesmo. ;)

.

3 – Essa marca de “sabonetes”:

Marcas de sabonete? Existem várias por aí… Mas não como essa! “Sabonetes” entre aspas, porque é muito mais que isso. São objetos de design. A marca francesa Seem Soap é um estúdio criativo que dá nova cara a objetos cotidianos que muitas vezes parecem banais, desenvolvendo-os de maneira única e extraordinária, com design pra lá de bacanudo. Os sabonetes naturais prismáticos são um belo exemplo. Parecem pedras preciosas. Dá até pena de usar… Mas a ideia é que ao derreter, conforme forem sendo usados, eles possam tomar nova forma, sendo naturalmente esculpidos pela mão de quem usa. Não é demais?! Já falamos por aqui desse movimento de marcas da nova era que já nascem proprietárias, especialistas em um fazer nichado. Lembra da marca de toucas de banho? 

seem-soap-prisms-08