Ir para conteúdo

3 coisas que você precisa saber essa semana por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 15.08.17

1 – Fé & Streetwear:

“Esqueça a imagem que você tem de um pastor tradicional. O pastor atual está entre os jovens, ou melhor, é um deles, e usa jaqueta de couro, jeans rasgado, cuida do corpo e não raro, é cheio de tatuagens.” O FFW fez uma matéria bem curiosa sobre como algumas igrejas protestantes americanas tem agido através da Moda pra arrebanhar jovens fiéis. As igrejas não estão de brincadeira! A linguagem usada é atual e bastante cool, com linhas de streetwear pra deixar até ateu com vontade de usar. A tendência tem sido chamada de “church merch”.

“Se a ideia é atrair cada vez mais gente, a moda é uma ferramenta bastante poderosa. Você lê, ouve e veste os ensinamentos da igreja na linguagem que é mais fácil e natural pra você.”

capa-church-merch-3-1200x640

.

 

2 – #Representatividade: Senior Power

Celebrando Helen Mirren em sua capa, a revista americana de Beleza, Allure, traz uma importante reflexão sobre envelhecimento feminino em sua edição de setembro. Por que é tão difícil aceitar a velhice da mulher de maneira natural? A forma como nos expressamos em relação à beleza das mulheres maduras está sempre atrelada a ideais de beleza jovens. Alguns termos, como “antienvelhecimento”, muito empregado pela indústria da Beleza, ajudam a perpetuar esse estigma que é o envelhecimento da mulher. Em um ato revolucionário, a revista declarou que não pretende mais usar o termo em suas publicações. A editora-chefe Michelle Lee lembra que as pessoas sempre tendem a colocar condições em elogios oferecidos a mulheres mais velhas, como, por exemplo: “Nossa! Ela está ótima pra idade dela”, “Ela parece jovem pra idade que tem”.  Mas e se apenas disséssemos: “Ela está ótima”, “Ela está linda”? Em sua conta no Instagram, a Allure declarou: “Ninguém está sugerindo o abandono do retinol. Mas mudar a forma como pensamos sobre o envelhecimento começa com a mudança da maneira como falamos sobre o envelhecimento. Com isso em mente, e começando com esta questão, estamos deixando de usar o termo “antienvelhecimento” em nossas publicações”.  A atriz Helen Mirren é um ótimo exemplo de mulher mais velha cujo sexappeal e charmes são incontestáveis. Mesmo Helen sendo embaixadora da L’Oréal Paris, na linha Age Perfect, ela pede à marca que nunca use o termo “antienvelhecimento” em publicidades atreladas à sua figura. Não se muda a indústria da noite pro dia, mas grandes mudanças começam com pequenos gestos e, nesse ponto, a Allure acertou em cheio. <3 Na Moda, a gente tem visto uma vontade de abraçar a maturidade em campanhas, mas o número ainda é insuficiente. Em seu relatório semestral, onde analisou 444 campanhas de Moda, o The Fashion Spot concluiu que modelos com mais de 50 anos foram o grupo menos presente na Primavera de 2017, com apenas duas aparições (0,5%).

Allure-September2017-HelenMirren

 

.

3 – O maior cactário da América Latina:

Você sabia que a cidade de Imigrante, no interior do Rio Grande do Sul, abriga o maior cactário da América Latina e um dos maiores do mundo? O  cactário Horst tem o tamanho de dois campos de futebol, Recheado de diversas espécies, a estufa possui tipos raros e tem até exemplares com mais de 60 anos de vida. Quem quiser adquirir uma plantinha, os valores variam, vão desde R$4,00 podendo chegar a R$650. Se estiver por lá, vale a pena a visita, não só pela experiência, mas pelo visual inspirador. Mais dessa lindeza aqui, na matéria do Follow The Colours.

FTC-CACTARIO-HORST-cactos-suculentas-02FTC-CACTARIO-HORST-cactos-suculentas-06

Bureau + aLagarta: um sonho chamado AMETSA por aLagarta . | Rio de Janeiro, 03.05.17

678

Nascida da mente de uma menina de 17 anos com vontade de fazer a diferença, a marca de maquiagem AMETSA foi o resultado de sonhos, ideais e questionamentos da adolescente paulistana Isabelle Gantus. Na falta de opções no mercado e em busca de produtos de beleza com qualidade e preço acessível, Belle, apoiada pela família, colocou a mão na massa e tomou frente de seu próprio negócio.

“A marca agrega amor e até um pouquinho de mágica em todos os produtos, sempre com a preocupação e foco no consumidor, composto por uma geração cada mais mais moderna, consciente e engajada.”  conta no site oficial. A AMETSA começou com foco nos batons. Os sólidos possuem vitamina E e Aloe Vera e os líquidos são de longa duração, com acabamento pra todos os gostos: cremoso ou matte acetinado. Mas o detalhe mais especial é que, além de sem fragrância, todos são cruelty free. Um outro diferencial super bacana é que a empresa também aceita pagamento em Bitcoins!

aL-blog-AMETSA-02

Belle já planeja a expansão na linha de produtos já pra esse ano, que contará com sombras, lápis para olhos e para contorno de boca, iluminadores, blushes, pós compactos, corretivos e bases oil free. Nós conversamos com a jovem empreendedora pra conhecer um pouco mais do universo por trás do sonho AMETSA.

Oi, Belle! Conta um pouco sobre você, sua história, suas paixões pessoais.
Sou geminiana, tenho 17 (quase 18) anos e desde sempre fui por arte, desde desenho e pintura e até música. Então não me surpreende que eu hoje trabalhe com maquiagem, que também é uma arte muito complicada por sinal (risos). AMO os animais, tudo que posso fazer para ajudá-los, é uma honra pra mim. E um dos meus outros sonhos é um dia poder abrir um canil para cães e gatos de rua. Por ser uma pessoa muito  tímida, trabalhar com o que eu trabalho hoje em dia me ajuda a quebrar certas barreiras da minha vida – que provavelmente eu não teria quebrado se não tivesse começado esse negócio. Então, tô amando!

Você sempre foi uma menina criativa e apaixonada por maquiagem, ou o interesse despertou mais tarde? Como foi sua infância?
Sempre fui uma pessoa ligada à criatividade, então era de se esperar que a maquiagem fosse entrar na minha vida. Desde criança eu gostava de maquiagem, porém a paixão mesmo começou recentemente.

aL-blog-AMETSA-01

A escolha de abrir uma marca de beleza, sendo tão jovem, te surpreendeu? Você se imaginava empreendedora?
Sim! Me surpreendeu e me surpreende mais a cada dia. Foi um grande passo na minha vida. Nunca me imaginei empreendedora nesse ramo, mas a ideia de ter uma coisa minha já me passava pela cabeça desde pequena.

Você disse que AMETSA significa “sonho” em basco, idioma falado na região entre o nordeste da Espanha e o sudoeste da França. Por que a escolha do idioma? 
A escolha do nome da marca veio mais pela palavra do que pelo idioma em si. Dentre as coisas que eu gosto, sou apaixonada por palavras (amo ler). Tenho várias palavras em línguas diferentes que eu acho super sonoras e bonitas, com significados igualmente lindos, AMETSA foi apenas uma dessas palavras.

Qual o conselho que você dá pra outras meninas que desejam empreender, e não somente empreender, mas criar uma marca que faça o bem e pense em sustentabilidade?
Meu conselho é: VAI COM TUDO! Não pensa no que os outros vão falar e não deixe ninguém falar pra vocês que não vai dar certo.

No mundo de hoje a gente precisa de ideias inovadoras, que pensem no planeta como um todo e queiram ajudar e mudar a forma como pensamos. Toda a ajuda possível é necessária e válida.

Outro conselho é sempre fazer o que vocês amam. Não adianta fazer algo só pelo dinheiro, pois o mesmo é consequência de você acordar todos os dias e ficar feliz por fazer o que você faz. Não desistam!

.

Acompanhe as novidades da AMETSA no Instagram da marca.

.

{Este post é produzido e compartilhado com *aLagarta}

*A aLagarta é a primeira emag feminina independente e colaborativa do Brasil. Uma eterna mutante, tem vida própria e vira borboleta toda vez que lança uma nova edição.

para bloglogo menos tendencia para posts blog

Workchoque Criativo com O Boticário por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 19.04.17

IMG_3970

Na semana passada, a gente escapou do outono tropical carioca e aterrissou no friozinho de Curitiba pra um Workchoque Criativo com o time de inovação do O Boticário. Foi pra lá de entusiasmante, na Casa Tangente, espaço charmoso, cheio de arte e com jeitão de casa mesmo, com almoço saboroso e uma equipe linda e receptiva. Desenhamos juntos muitas maravilhosidades, que a gente adoraria contar, mas ainda é segredo. ;) Esse caso de amor começou em dezembro, quando recebemos uma parte desse time querido do O Boticário pra um Safári de Tendências (Trend Walk) caloroso aqui no Rio. Desde então, a paixão só aumenta… <3

 

Quer ver seu time mais feliz, integrado e alinhado à sua estratégia? Quer a sua marca ainda mais forte?

Ó o Bureau aqui! Vamos conversar! Liga pra cá: (21) 2552-2254/ 2553-0551

Abaixo, alguns cliques desse dia especial:

IMG_3993IMG_4010IMG_3986IMG_3988IMG_4031IMG_3979Momento “ommmmmm”IMG_4004IMG_4015IMG_3997

para blog

logo menos tendencia para posts blog