Ir para conteúdo

Bureau + Insecta <3 NAAI por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 25.05.17

As cariocas Aisha e Bruna, idealizadoras da marca NAAI, acreditam no slow fashion como uma maneira sustentável e consciente de entender a Moda. Elas sabem que o mundo pede um novo modelo de consumo e decidiram colocar em prática as suas ideias criando a marca que inspira atitudes mais conscientes.

13725093_1022193391182297_5322305081448681988_o13698235_1022206631180973_3376911070090495473_o

Fundada em 2013, a NAAI trabalha com coleções atemporais, ignorando tendências ou estações impostas pelo calendário comercial. O slow fashion se aplica em todas as etapas da produção: desde a idealização das peças, passando pela sua produção, feita toda no Brasil e com olhar atento das designers. Os materiais usados são naturais, o que dá uma pegada eco-friendly extra a cada peça feita.

Outro diferencial da NAAI é o pensamento a longo prazo. Elas acreditam na memória afetiva da roupa e como ela acompanha a história da pessoa e suas vivências. Elas procuram resgatar com a NAAI a ideia de que as roupas podem passar por gerações, como costumava ser. Assim, toda coleção tem uma peça com garantia vitalícia. Elas garantem acompanhar junto com a dona da roupa toda a sua história, fazendo reparos quando necessário.

13698177_1022209684514001_3398852889671730383_o13692832_1022201981181438_2345330601693058772_o

Ter uma peça da NAAI é pra vida toda. Ou até mais do que isso.

Para saber mais sobre a marca, acesse o site e acompanhe pelo Facebook e Instagram.

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil}

para blog

logo menos tendencia para posts blog

 

Bureau + Insecta <3 GLA ACESSÓRIOS por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 27.04.17

ob_2467b9_gla-acessorios-a-study-to-the-sea-arcs

Acessórios e bijus maximalistas, autorais, que misturam elementos orgânicos com formas rígidas e mais parecem obras de arte com um ~quê de vintage. Isso resume muito bem a GLA, marca brasileira criada em 2015 por Frederico Piiu e Marcelo Jarosz.

A estética única das peças da marca vem de um mix de referências muito rico: Piiu é designer de acessórios e tem no currículo marcas como Francesca Giobbi, Bobstore e Cris Barros. Jarosz é artista plástico, e empresta seu o olhar mais artsy e lúdico para o desenvolvimento das coleções. O resultado é uma série de peças com design exagerado, clima vintage e até algumas referências divertidas.

Entre as principais fontes de inspiração da dupla na hora de criar estão as mulheres com personalidade forte. Segundo eles, essas musas podem ser reais ou personagens de ficção. Entre elas, nomes recorrentes são Solange Knowles, Róisín Murphy, Sônia Braga e Leandra Medine – a.k.a. Men Repeller, que por sinal já usou algumas peças da marca. Divas do cinema, em especial o italiano das décadas de 70 e 80 também tem tudo a ver com a estética que eles curtem e entram no hall de inspirações, junto com nomes da música, sempre nessa linha de mulheres poderosas.

Eles trabalham com uma cartela rica de materiais: resina, contas de vidro, lantejoulas, strass, metais, moldes de silicone, acrílico e os famosos cristais Swarovski já foram transformados em acessórios.

tumblr_oi849diCOF1qzkdjdo4_1280

 

Outra coisa que chama atenção na GLA é que apenas 20% da produção é terceirizada. Tudo que pode é feito no ateliê, e mesmo assim, tudo passa pelas mãos dos designers. O fato dos acessórios serem feitos em tiragens limitadas facilita esse cuidado, e as peças são produzidas uma a uma, manualmente.

E por falar em cuidado, a gente não pode deixar de reparar no tamanho dos brincos e pensar que essa peças devem também ser pesadas. É por isso que todos eles são de pressão: pensando na saúde e no conforto de quem vai usar.

Você pode acompanhar a GLA no Instagram da marca, e conferir mais informações no site!

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil}

para blog

logo menos tendencia para posts blog

 

Bureau + Insecta <3 YES I AM por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 30.03.17

aaa

Sim, a YES I AM é uma marca de jeans premium 100% brasileira. Criada em 2012, tem como foco a moda slow, produzindo peças atemporais feitas para durar e sempre de olho na cadeia produtiva.

A história da marca teve início com Raquel Ferraz, idealizadora e estilista. Com empresas como Reserva e Calvin Klein no currículo, Raquel tinha conhecimento aprofundado sobre jeanswear, mas não concordava com o sistema de produção voltado para o fast fashion, com o qual tivera contato. Partindo desse rompimento, decidiu fazer jeans do jeito que considerava mais correto.

Em sua empreitada junto com a sócia Fernanda Veríssimo, a proposta era produzir um jeans com caimento perfeito para a mulher brasileira através de uma cadeia produtiva justa, humanizada e atenta ao meio-ambiente.

banner-alice_1_1

As peças da YES I AM são voltadas para quem busca um estilo de vida mais básico, prezando por conforto e especialmente pelo aumento da vida útil da roupa. As silhuetas são clássicas: o jeans de cintura alta é atemporal e é produzido na numeração que vai do 34 ao 46. Como explicam no site, “somos a necessidade do vestir por trás do efêmero”, ou seja, o foco é a usabilidade da peça, descartando modismos passageiros.

Além das calças, a YES I AM também trabalha com shorts em jeans, vestidos e camisas em liocel e camisetas em linho. Sempre com o mesmo conceito de peça básicas que se combinam facilmente entre si, possibilitando mais opções com menos peças e por mais tempo. Outro atrativo da marca são as pochetes básicas. Produzidas em parceria com a marca Artéria, são feitas para combinar perfeitamente com o jeans de cintura alta.

dorothy-front

banner-site-short-vera

A transparência na cadeia produtiva é um dos pilares da marca. Elas acreditam que o empoderamento do consumidor é um caminho para um consumo mais consciente de peças duradouras e de qualidade. Toda a produção da YES I AM é brasileira, feita em duas fábricas, uma no interior de São Paulo e outra em Minas Gerais. Todas as pessoas envolvidas no processo são apresentados no site da marca, onde contam detalhadamente a função de cada um deles, mostrando como cada peça passa por várias mãos até chegar na consumidora

Desde a idealização, passando por modelagem, corte, costura e prototipagem, todo o processo de seis meses do desenvolvimento dos produtos é divulgado de forma transparente pela marca. Um ponto importante nesse caminho é a lavanderia, já que o denim passa invariavelmente por uma lavagem para que se torne mais cômodo. As lavanderias industriais que trabalham com a YES I AM são escolhidas a dedo, utilizando o mínimo de produtos químicos no amaciamento. As empresas possuem compromisso em não usarem processos que agridam o meio ambiente e os trabalhadores e possuem estações de tratamento de água de acordo com as leis ambientais.

yes_iam_jeans8

Além disso, os tecidos utilizados nas peças da YES I AM já são escolhidos pensando nessa etapa industrial: são eleitas as fibras que não precisem de tratamento com enxofre nem lixamento, valorizando uma cartela de cor neutra e mais natural.

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil}

para blog

logo menos tendencia para posts blog