Ir para conteúdo

Bureau + Insecta <3 JOO por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 05.10.17

IMG_7859-683x1024

Por muito tempo as “peças de baixo” foram castigadas. Tinham que ficar escondidinhas sob outras camadas de roupa, sem graça e, muitas vezes, com pouco conforto. Mas, felizmente, hoje temos marcas como a JOO, que propõem trazer as peças íntimas para “cima”. Chega de ficar escondida. A marca brasileira de underwear dá um novo olhar a tops, hotpants e bodies, fazendo com que apareçam e sejam tão importantes quanto as outras roupas da produção. Com um slogan de “Underclothes + Life”, fica bem claro que essa é muito mais do que uma marca de calcinhas e sutiãs. A JOO tem uma proposta de lifestyle cheio de empoderamento que vem junto com cada peça produzida.

Sob o comando da estilista Jo Oenning, a marca procura uma abordagem diferente do corpo feminino. O olhar é mais expressivo e valoriza as formas e contornos do corpo através de design. E é esse design o carro-chefe da JOO, que chama tanto atenção. Entre rendas, tules, bordados, transparências e tiras com recortes estratégicos, cada peça transmite essa atmosfera elegante, mas descontraída, com espaço para ser ao mesmo tempo uma mulher poderosa e divertida. Dessas que não tem medo de deixar o sutiã à mostra – e pelo contrário, coloca ele pra fora sim, porque é bonito e tem que aparecer.

IMG_8177-683x1024

IMG_8440-683x1024

De “peça de baixo” pra estrela da produção, os tops, bodies e hotpants da JOO já ganharam também acompanhamentos como saias e kaftans transparentes. Tudo pensado pra fechar um look completo e fazer bonito de conjuntinho mesmo. Todas as peças são feitas com materiais especiais e delicados, que valorizam o toque e possuem uma aparência leve. Daquelas que só de ver a foto a gente chega a sentir que é quase um carinho na pele, sabe?

Entre as referências da marca a gente percebe que estão coisas simples da vida, com uma pegada minimalista, como detalhes da natureza, folhas, flores. A arte tem um papel importante na comunicação da marca e é também transmitida nas peças. Mas, acima de tudo e antes de qualquer coisa, a JOO pensa no corpo feminino como base para criação. São as formas e contornos da mulher que inspiram as peças, carregadas de uma feminilidade contemporânea, diferente. As mulheres da JOO são aquele mix equilibrado entre delicadeza e força, sem ser clichê e sem pender para nenhum lado, pois o ser feminino é diferente para cada uma.

batch_IMG_3545

Pra conhecer melhor todas as peças da JOO e, de quebra, ter um banho de inspiração, acompanha lá no Instagram. Tem também site página pra curtir e saber mais.

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil

para bloglogo menos tendencia para posts blog

Bureau + Insecta <3 NA.LOO por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 13.09.17

21369522_1639209236151924_3111762850903767224_n

A moda carioca está passando por uma onda de renovação e a NA.LOO é uma representante dessa nova era. Agora, a inspiração é muito mais urbana do que praiana, e nesse clima as estampas tropicais super coloridas dão espaço a uma estética minimalista, com cores neutras, sólidas e, como a NA.LOO autointitula as suas peças, “(quase) monocromáticas”.

A marca surgiu com a proposta de trabalhar esse minimalismo tropical, ou estilo minimal carioca. Do concreto cinza da cidade saem as ideias de formas retas e precisas, recortes geométricos e contornos arquitetônicos. Porém, ao mesmo tempo que a marca valoriza essa proposta urbana, faz uma ponte entre natureza e cidade em um mesmo cenário. Afinal, é assim o Rio de Janeiro, né? Da praia pro asfalto, com frescor e conforto sempre.

21314414_1636053526467495_6442081444925961070_n

Além das peças como vestidos, macacões, blusinhas e saias, entre outras, sempre com caimento leve e descontraído e muita pele a mostra, a marca também já experimentou trabalhar com acessórios. Na mesma pegada minimal estruturada, as joias com visual moderninho foram feitas com detalhes emborrachados, metais e resinas.

A produção ética e o consumo consciente também são valores da marca. A NA.LOO se apoia no movimento #compredequemfaz, que valoriza marcas menores e fortalece a produção local. O preço justo e as condições dignas de trabalho para todos os envolvidos estão no DNA da marca e acompanham todas as peças, desde quando são idealizadas.

20881936_1615755078497340_5976632672037363605_n

Pra ficar por dentro e conhecer melhor o estilo minimal carioca da NA.LOO é só dar um pulo aqui, ó:

https://www.usenaloo.com/

https://www.facebook.com/usenaloo

https://www.instagram.com/usenaloo/

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil

para blog

logo menos tendencia para posts blog

Bureau + Insecta <3 Tricoma por Insecta Shoes | Rio de Janeiro, 27.07.17

A Tricoma é uma marca brasileira cheia de cor e atitude que tá aí para questionar e propor soluções para problemas atuais da moda: consumo desenfreado, fast fashion, cadeia produtiva injusta e produção em massa. A Tricoma se define como uma marca política.

Idealizada pela artista plástica Aline Arcuri em 2015, a Tricoma tem três pilares principais: exclusividade, qualidade e originalidade. Os suéters e cardigans da marca são todos sem gênero e vestem quem quiser e gostar, além de serem feitos pra durar, de verdade. As peças feitas em lã acrílica nacional são dupla face, em produções limitadas, sem estoque. Os tricôs são numerados e feitas sob encomenda, pensados um por um.

15727125_643677395811502_2050919904904979079_n

14993311_617274948451747_9221316521913510409_n

Todo esse cuidado já vem do DNA da Tricoma. Na motivação do seu surgimento entram questões de gênero e identidade, modelos de produção e hábitos de consumo de moda. Além do slow fashion, uma das propostas da marca é uma economia descentralizada, mais colaborativa e com uma moda mais humana e sustentável.

Como a Aline gosta de contar, uma das influências da Tricoma são os tricôs vintage comprados em brechós e feiras beneficentes. Ela, que sempre foi frequentadora e garimpeira de peças de segunda mão, não encontrava roupas novas que fossem diferentes e feitas de forma responsável e sustentável. Aí de algumas experiências que deram certo surgiu a Tricoma. Ela prefere despertar o desejo dos consumidores com roupas coloridas, exclusivas e feitas de forma slow, e não com aquele apelo de compre-compre-compre-antes-que-acabe.

Os tricôs da Tricoma são feitos por pequenos produtores em Jacutinga, no sul de Minas Gerais. É com muito orgulho que a Aline conta que passou pelo perrengue de escolher a dedo as malharias, que precisam estar abertas a uma produção menor e mais lenta, ao contrário do esquema da maioria das marcas. Além da qualidade e do cuidado que uma produção menor tem, ela também aquece o mercado dos pequenos produtores.

Um detalhe bacana sobre a marca que acaba influenciando em toda a energia envolvida na criação e na produção das peças é que toda a equipe é budista. Além da Aline, estão por trás da Tricoma alguns dos seus melhores amigos: Gabriela Leme, Uala Vandeik e Rosa Laura. Com essa atmosfera de good vibes e foco em uma moda mais justa para todos, a Tricoma já ganhou espaço não só aqui no Brasil, mas lá fora também. Voa!

14522924_598255737020335_5673762366887667120_n

Fique por dentro e conheça melhor a Tricoma aqui, ó:

http://sptricoma.com/

https://www.instagram.com/sptricoma/

https://www.facebook.com/sptricoma/

.

{Este post é produzido e compartilhado com a Insecta Shoes pelo movimento #FeitoNoBrasil

para blog

logo menos tendencia para posts blog