Ir para conteúdo

LabJuntos por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 21.07.17

IMG_4359

Na última quarta-feira, nossa Rê Abranchs foi convidada pela Agência Juntos, braço da Approach Comunicação, pra participar  do projeto LabJuntos, uma série de encontros gratuitos que contam com um programa de imersão em tendências, cenários e comportamentos sociais que estão na pauta do dia da sociedade e impactam as marcas e a gestão dos negócios. A cada ocasião, um convidado diferente é convidado pra bater um papo com executivos, lideranças e formadores de opinião. Nossa Rê comandou um papo animado sobre “Mundo fashion em ebulição: como as mudanças culturais estão transformando a moda”, abordando neomarcas, movimentos e comportamentos emergentes que estão conectados com esse novo fazer, com mais consciência e propósito.

Dá uma olhada! ;)

IMG_4327IMG_4357IMG_4356para blog

logo menos tendencia para posts blog

BUREAU + ABSOLEM: Vamos trocar energia? por absolem | Rio de Janeiro, 26.05.17

1-kY5kzqfpl7oEO-Ywkf138Q

O primeiro grupo com quem convivemos é a nossa família. Gradualmente vamos aumentando nossos círculos e à medida em que crescemos, também cresce o número de pessoas com quem convivemos. Estudamos e nos capacitamos para trabalhar, aumentando ainda mais a quantidade de contato e troca de energia com outros seres.

Mesmo que inconscientes, trocamos energia em todas as nossas relações, com seres vivos ou mortos, com ideias e com objetos. Nos movimentamos e fazemos escolhas baseados nessas trocas, de forma instintiva em primeiro lugar. As trocas podem ser contínuas, silenciosas, apertadas, abertas e intelectivas. Mas cada troca tem um porquê. Chegar nesse porquê, muitas vezes, é atingir novos limites da intuição.

Quando os contatos e a energia aumentam, criam-se grupos com algo em comum. Nesse fluxo crescente, nos organizarmos em tribos. Tanto do ponto de vista antropológico, quanto de estudos contemporâneos de comportamento/consumo e também de textos sagrados de tradições milenares (mitos), uma das definicões de tribo é o resultado de um processo de reconhecer no outro condições comuns, básicas e fundamentais da vida.

TUDO É ENERGIA

Uma empresa nasce com um propósito individual (herdado pelo seu criador) ou coletivo, mas nada mais é do que um grupo que — idealmente — deve reunir pessoas com um mínimo de interesses comuns. Ao colaborar, se tornam parte de algo maior, e caminham juntos em busca de objetivos, passando por diversas etapas, experiências e aprendizados.

Do outro lado, indivíduos também formados em outros grupos vão consumir a energia gerada por essa empresa. O conjunto de vibrações e de frequências emitidas para fora desta empresa é a energia da marca. Além de vibração e frequência, a energia da marca tem força, virtudes, constância, ordem, velocidade, organização entre outras características. Encontrar a medida de cada um desses elementos não é fácil, mas é possível.

1-86cpQE70dKxNkzwyYH61oA

A NOVA DIMENSÃO

Já existe a possibilidade de habitarmos uma nova dimensão. E é muito mais uma escolha do que qualquer outra coisa. Acima de tudo, é um compromisso. Primeiro é preciso ter consciência dessa nova dimensão. Depois, é preciso entendê-la para aí sim, se comprometer. Muitos já estão vivendo nela, outros entraram há algum tempo e saíram por não estarem prontos. Estes estão querendo voltar. A maioria não está preparada, porém, um número cada vez maior parece estar despertando verdadeiramente para o novo momento. A mudança é sutil, quase imperceptível. Tem gente se preparando há tempos para finalmente entrar, faltando apenas um empurrãozinho. Ao mesmo tempo, tem gente sem interesse ou mesmo sem consciência da possibilidade ou mesmo da existência dessa nova dimensão. Como tudo na vida, é preciso despertar, transformar e depois expandir. O compromisso e a expansão trazem a lealdade, a fidelidade, a responsabilidade e a dedicação à uma causa. Na nova dimensão, o termo que soma tudo isso é devoção.

Algumas marcas também já estão nessa nova dimensão, mesmo que de forma imanifesta. Só estão porque são feitas por pessoas que fizeram a transição. As poucas marcas que se manifestam dentro dessa nova dimensão ainda encontram dificuldades em transpor esse portal que nos levará ao novo mundo. Em um ambiente desconhecido e com crenças enraizadas há tanto tempo na sociedade, é complexo e custoso dissolver barreiras e obstáculos. O esforço é grande, mas muito válido. Por enquanto os obstáculos congelam a passagem de algumas pessoas, e consequentemente, marcas. Ao mesmo tempo, nascem os desbravadores dessa nova era. Alguns trabalhando em silêncio, outros em grupos, mas todos em colaboração e com muita verdade em comum.

A real é que ninguém conhece bem essa nova dimensão e como consequência, não sabemos o que podemos fazer nela, como vamos interagir nela, como vamos nos comunicar, nos alimentar, nos vestir, nos curar, nos locomover. Por vezes nem conseguimos reconhecer se estamos dentro ou fora dela. Transitamos, também, no nosso dia a dia e em cada área de nossas vidas. Ao frequentar essa nova dimensão, percebemos que os limites que antes conhecíamos vão diminuindo numa velocidade cada vez maior. É um momento bonito, onde o verbo ajudar tem se tornado muito presente. A interação que acontece entre o movimento de evolução e tudo que está estagnado é incrível, pois há conflito no mesmo espaço e tempo onde também há união. E o que está estático se faz parte da evolução também.

1-jhKLn8hqgz6xJel3wT74bw

O CAMINHO PARA A NOVA DIMENSÃO

A palavra de ordem é transmutação. Missão vira propósito, sustentabilidade é o básico para a continuidade, valores se agrupam e surgem virtudes, a expressão se torna verdadeira e transparente, a visão integrada com passado e futuro se unem no agora. Como os limites são menores, o posicionamento é mais amplo e volátil. Tudo passa a vibrar em outra frequência. Uma oitava acima é o termo que a Teosofia pegou emprestado da composição musical para diferenciar uma nota que muda e evolui.

Além de mais amplo e volátil, o ambiente também é incerto e complexo. Isso acontece pela simples falta de conhecimento dele. Tudo que é novo exige uma dose ou mais de estudo para deixar o incerto pelo certo, o complexo pelo simples. A ambiguidade é outra característica importante também e temos diversos exemplos dela acontecendo na política, por exemplo. É a polarização, onde opostos se confrontam primeiro pra depois se completarem. A dualidade é comum à todas as coisas e indispensável para haver uma união.

Tudo é novo, e muitos segmentos estão passando por processos de transmutação. Processos estão sendo revistos e formatos antigos que não servirão, ou que não se adequem à nova dimensão, devem sumir mesmo. Marcas que já nascem com a consciência redimensionada vão liderar seus mercados e segmentos. O branding também já está sendo revisto, como modelo, disciplina e prática. Um novo caminho se faz necessário para construir e transformar marcas. Algumas serão destruidas mesmo.

A MARCA E A ILUSÃO

Nesse cenário de transformação, marcas tem um papel muito importante. Eu diria fundamental, até. Empresas que querem estar nesse novo momento devem começar por suas marcas. Marcas podem revolucionar, unindo pessoas com ideais comuns e em prol de causas importantes. Elas servirão como uma espécie de transporte para a passagem do portal e nesse transpornte deverão estar, lado a lado, colaboradores e consumidores destas marcas. Colaboradores servirão como guias para consumidores, com um papel de responsabilidade contínua e universal. Consumidores serão fundamentais para ajustar o caminho pois terão a visão externa do transporte que levará todos juntos.

Pra isso, alguns paradigmas precisam ser quebrados. Uns grandes, outros menores, dependendo do degrau em que subimos e estamos. Em relação à comunicação de marcas, englobando a propaganda e a publicidade, o maior paradigma é o da ilusão. É preciso assumir que durante muito tempo, marcas criaram ilusões para vender seus produtos. Criaram-se necessidades ilusórias e transigentes, vazias e até impossíveis de serem alcançadas, sempre com o intuito de que as pessoas consumam mais.

O paradigma da ilusão é mais que complexo. Porque nenhuma marca deixará de ser uma ilusão. No fundo, a energia da marca gera uma ilusão, um impacto que não tem uma verdade absoluta na mente das pessoas. O impacto é relativo ao que essa pessoa teve de impactos antes, durante a sua vida e por isso a ilusão sobre determinada marca também é incomum às pessoas. É um paradigma de solução difícil, talvez impossível, porque requer mudanças que ainda não estão completas, podem ser contraditórias e são muito difíceis de reconhecer.

1-S8v0xzszqoQcXpfVKWQbTg

VAMOS TROCAR ENERGIA?

Para quebrar paradigmas, precisamos trabalhar juntos. Assim vamos nos completar, nos reconhecer e eliminar polaridades desnecessárias, rumo à união que nos aguarda lá na frente.

Transpor os portais para a nova dimensão é fundamental, mas tem o seu tempo. Começar a se preparar é urgente. Quer começar?

Antes de transformar, é preciso trocar energia.

Comente abaixo, dividindo a sua visão sobre esse novo espaço que devemos ocupar e como as marcas podem ser importantes para isso. Você também pode mandar um email para construa@aenergiadamarca.com.

Tashi Delek!

1-4EyeAU0Dw_nMV0osXEG36A

.

{Este post é produzido e compartilhado com *absolem}
*absolem é um coletivo carioca focado em branding, criação de conteúdo e comunicação. Nossa principal busca é a Energia da Marca.

logo menos tendencia para posts blog

 

ENCONTRO DE MODA Friozinho 18 | Colaboradores da Pesquisa por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 22.03.17

 

_26A1726_ok

Nesta edição, o Encontro de Moda vem ainda mais engajado com a colaboração, o fazer junto. Coincidentemente ou não a Era de Saturno que se iniciou no dia 20,  abre caminho para os novos tempos de uma Era do fazer coletivo, de forma bela e consciente.

Por isso, escolhemos a dedo um time de feras que vai nos ajudar a repensar a moda com propósito, criativa e autoral.
Eles estão reunindo o melhor sobre arte, design, cores, pessoas, estamparia, activewear, malharia, looks e inovações do Brasil e do mundo.

Dá só uma olhada na turma:

 

Amanda Mujica, diretora de criaçãoWhatsApp Image 2017-03-16 at 16.30.33É estilista e diretora de criação, formada pela Cândido Mendes em moda, com pós graduação em desenvolvimento de coleção pela Academia Italiana (Firenze). Atuou como estilista/conceito de marcas de varejo como Salinas e Farm. Assinou “colabs” para marcas como Redley, Cantão e Vitamin A (California) e foi dona da marca SoulSeventy (em parceria com o artista plástico Antonio Bokel), que desfilou 6 edições de novos talentos do fashion Rio, além de projetos paralelos como, figurino (projeto piloto do Cilada), criacão de uniformes (Manekineko), styling e consultorias de balneário (de branding ao produto final). Atualmente, está à frente da marca de bikini design / tropical wear AMÚ solar. Para o Encontro está  colaborando com a pesquisa de cores e pessoas.

.

Carol Lenz, diretora criativaDSC3548okDiretora de Criação, Arte, Design Gráfico Estamparia eVisual Merchandising, Criativa convicta, com mais de 10 anos de experiências em direção de arte publicitária e criação. Trabalhou em agências (Contemporânea, Ogilvy, Publicis), estudou design em Londres e cursou pós graduação em estamparia. Desenvolveu e gerenciou os núcleos de criação de diferentes marcas e construiu o Branding e Identidade Visual de muitas outras. Hoje, sócia de um dos maiores studios de estampa do Brasil: #coletivoestampa.
Para o Encontro está  colaborando com a pesquisa de estamparia.

.

Daniel Kalleb, produtor de moda e stylist
derek_conclusa_o_ied_051
Nascido e criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro, do bairro de Bangu, e com 23 anos recém feitos. Usa a moda pra se libertar e criar as imagens que gostaria de ver. Trabalha com produção de moda e styling há quase 4 anos para jornais, blogs de moda e desfiles. Hoje faz parte do núcleo de produção de moda carioca da Press Pass, agência de comunicação, e cuida das meninas do Afrofunk Rio.
Para o Encontro está colaborando com a pesquisa de looks.

.

Lívia Marttins, visual designertratadaÉ uma designer multi, apaixonada pelo universo da comunicação visual, que através do design ajuda pessoas e histórias a se conectarem. Formada pela Puc-Rio pelo curso de Design de Moda e Empreendedorismo e especializada em Design Gráfico pela University of Arts London, Lívia tem em sua formação uma estreita relação com Branding. Propósito permeia tudo o que faz. Falando nisso, botar a mão na massa é com ela mesma, aquarelista e estilista nas horas vagas, a carioca de 27 anos está sempre aprontando uma coleção de design/art, entre um freela e outro.
Para o Encontro está colaborando com a pesquisa de Arte e Design.

.

Marina Giustino, pesquisadora de modaDSC7788-cópiaPesquisadora de Moda, pisciana e dona de uma personalidade pacífica, é movida por sua vontade de conhecer, pesquisar e fuçar por aí o que há de mais legal, novo e instigante. Formada em Moda pela Universidade Candido Mendes, se especializou em Design de Moda pelo Istituto Secoli, em Milão, onde também trabalhou no varejo de luxo, na italiana 10 Corso Como. No Brasil, foi Editora de Moda da colunista Hildegard Angel por três anos, passando pelo acervo de peças históricas do Instituto Zuzu Angel e por projetos de desenvolvimento de coleção.
Para o Encontro é Coordenadora de Pesquisa do Bureau de Estilo Renata Abranchs.

.

Renata Abranchs, consultora de estilorenata1É formada em Belas Artes pela EBA/UFRJ e Estilismo pelo Senai Cetiqt. Em 1997, criou o Bureau de Estilo, que atende a centenas de empresas brasileiras da área de moda, por meio de pesquisas, consultorias de Estilo e Branding e treinamentos sob medida. Promove desde 2004 os Encontros de Moda, que já fazem parte do calendário nacional. É fundadora e mentora do RIOetc e co-autora de “A Carioca – Guia de Estilo para viver a Cidade Maravilhosa”. Carrega na bagagem, consultorias e projetos especiais com empresas como Leader, Maria Filó, Farm, Mercatto, AD, Grupo Hering, C&A, GNT, Lacoste, Adidas, Kalimo, Santa Constância, Berlan, TV Globo, entre outras. É co-fundadora do movimento #feitonobrasil , mentora da plataforma MALHA, e desde 2015, leciona na pós-graduação do Instituto Europeo di Design – IED Rio.
Para o Encontro é peça fundamental, ela é fundadora e diretora criativa do Bureau de Estilo Renata Abranchs, além de ser a voz das apresentações.

.

Thamy Vosgueritchian, consultora de moda activewear253465_503011_thamy_vosgueritchian___track_field-640x427O coração sempre bateu mais forte por praia e esporte, trabalhar com esses segmentos é sua realização. Por seis anos na criação da Jo de Mer e mais seis anos na Track & Field, onde introduziu a moda praia e coordenou a inovação dentro do setor, que foi engrandecedor. Uniu suas grandes inspirações e criou a Vosg, consultoria com foco no esportivo, moda praia e inovação.
Para o Encontro está colaborando com a pesquisa de activewear e malharia.

—————————————

Tá imperdível né?
Lembrando que o Encontro acontece dia 6 de abril, no histórico prédio do
IED – Istituto Europeo di Design.

As inspirações e apostas da temporada daquele jeitinho multissensorial, com direito a trilha sonora e degustação olfativa, acontecem pela manhã, a partir das 8h30 e, na parte da tarde, das 14h às 17h, as quatro Rodinhas mediadas por experts em assuntos que nos rodeiam e estão em pauta nesse momento.

Programação completa do Encontro de Moda Friozinho 18:

programacao_rodinhas_alterado

 

Interessou? :)

As Rodinhas são pagas à parte. Cada participante tem direito a participar das 4 rodinhas. Confira os valores:

R$ 530,00: Palestra de inspirações pela manhã, com envio de comprovante até 04 de abril.

R$ 689,00: Palestra de inspirações pela manhã (R$ 530,00) + 4 Rodinhas à tarde (R$ 159,00), com envio do comprovante até o dia 04 de abril.

Também há a opção de participar apenas das Rodinhas. Sendo assim, o valor com envio do comprovante até 04 de abril é de R$ 159,00.

Obs: A partir de 3 pessoas da mesma empresa, oferecemos descontos.

Obs2.: Confira nossos descontos especiais entrando em contato conosco.

.

Corre e se inscreve já. As vagas são limitadíssimas: (21) 2552-2254 / 2553-0551 ou manda um e-mail pra contato@renataabranchs.com.br

OP3_arte_instagram_INV18

.

logo menos tendencia para posts blog

para blog

PATROCÍNIO E CARINHO:

AMNI E CHT

MADRINHA DAS RODINHAS:

AHLMA

APOIO:

LOGOD