Ir para conteúdo

Bureau + Fernanda Cortez: armários compartilhados | Menos impacto, menos custo e uma gama infinita de possibilidades por Fernanda Cortez - Menos Um Lixo | Rio de Janeiro, 11.05.17

roupateca-e1461092507653

Passei os últimos 4 meses imersa em Menos é Demais. Pra gravar esse programa, lindo que com muita honra eu apresento, foram 4 meses, 5 dias por semana, 12 horas por dia. Conheci 13 famílias e suas questões de consumo. Consumo por excesso de grana, consumo por falta de informação, consumo por questões emocionais, consumo, porque não consumir, né?

E no final das contas a gente consome da hora que acorda (lavar o rosto e escovar os dentes envolve consumo de água, de pasta de dente, de escova de dente, de sabão), até a hora que a gente vai dormir (cama, lençol, cobertor, ar condicionado, energia, pijama, e por aí vai). Roupa então… pensa nas ocasiões de uso, nas festas, na praia, na academia, tá frio, tá quente, tá sol, choveu, e, tá na moda?

Então vamos falar de moda? Ou vamos falar de roupa?

A indústria da moda, que faz as nossas roupas, em um dado momento pós segunda guerra mundial, quando os Estados Unidos cunharam esse american way of life baseado no consumo que o mundo todo copiou (pra quem ainda não viu, esse vídeo da Box 1824, Lowsumerism, é imperdível) começa a criar coleções. Coleções que no começo evoluíam devagar, tínhamos tendências muito baseadas em décadas – quem lembra anos 80 e os cabelos enrolados, ombreiras? O fast fashion, que vem depois, no fim dos anos 90, acelera esse conceito de coleção e de estar na moda, e cria nos consumidores, nós, o desejo de sempre ter o novo, consumir com avidez pra estar na moda. Sim, porque estar na moda é fundamental né? Ou como serei aceito se não tiver o look do dia certo? E a gente compra roupa para… impressionar os outros e ser aceito.

Só que o que eles não contam é que:  “Segundo a Forbes, o setor de vestuário é responsável por 10% das emissões de carbono e permanece como segundo maior poluidor, seguido pelo petróleo. Aproximadamente 70 milhões de barris de petróleo são usados a cada ano para produzir poliéster, que hoje é a fibra mais utilizada em roupas e cuja decomposição leva em torno de 200 anos. Peças de fast fashion, que são usadas menos de 5 vezes e mantidas por aproximadamente 35 dias, produzem cerca de 400% a mais da emissão de carbono por unidade anualmente do que peças utilizadas 50 vezes e usadas por um ano inteiro.”, Wikipedia.

Então aquele programa preferido de muita gente que é ir ao shopping comprar, se torna contribuir para a poluição do planeta em níveis que a gente nem imagina.

Mas será que a gente quer comprar ou a gente quer ter acesso a roupas?

Imagina se a gente pudesse ter um guarda roupa com muitas opções, gastando muito pouco e sem esse peso na consciência de olhar uma peça que foi usada menos de 5 vezes (ou nunca foi usada) no nosso armário e pensar que ela vai ficar pelo menos 200 anos em um lixão, e que quase com certeza teve trabalho escravo envolvido na sua produção. A gente pode!

Nova economia, novos modelos, e o armário compartilhado é um deles.

Funciona assim: basicamente você paga uma mensalidade e tem acesso a várias roupas. De acordo com a sua mensalidade, você tem direito de pegar X peças/mês, usar e depois é só devolver. Alguns deles, como o Lucid Bag, que tem aqui na MALHA, no Rio, são construídos com as próprias roupas das clientes, que deixam parte do seu guarda roupa lá pra que as peças que elas têm em casa também possam ser usadas por outras pessoas.

O Roupateca, que a Chiara levou a Helô no último episódio de Menos é Demais, também funciona assim, mas lá em São Paulo.

As mensalidades são a partir de R$100,00, e a decisão de compartilhar a roupa acaba sendo também um ato político, uma forma de expressar como você vê a vida e age no mundo.

No site da Lucid Bag, eles definem bem isso: “O modelo foi pensado também para pessoas que fazem do que vestem um ato político: apoiam causas, marcas e iniciativas que se preocupam com a sociedade, comunidade local, sustentabilidade e meio ambiente.”

E você, já pensou em compartilhar mais e ter menos? Conta pra gente!

.

{Este post é produzido e compartilhado com *Fernanda Cortez | Menos Um Lixo.}

*Fernanda Cortez é comunicadora, sócia da 220 Ideias Transformadoras e cabeça por trás do Menos 1 Lixo, movimento e plataforma de consumo consciente que chama atenção das pessoas sobre o volume de lixo que produzem no dia a dia, focando na mudança de pequenos hábitos diários, como a substituição dos descartáveis pelos reutilizáveis.

para blog

logo menos tendencia para posts blog

Bureau + aLagarta: A revolução THINX por aLagarta . | Rio de Janeiro, 11.04.17

Hoje, as marcas que fazem a diferença são, geralmente, as que provocam uma verdadeira revolução no dia a dia das pessoas. Marcas como a THINX, que surgiu para, finalmente (e realmente), facilitar a menstruação. Sem rodeios ou vergonha da palavra (que há tempos atrás era vista como indelicada), e com bastante poesia, a proposta é inédita. Um sopro de ar fresco pra meninas e mulheres do mundo todo!

E se você pudesse menstruar sem precisar usar absorventes que abafam a pele e ainda poluem o meio ambiente? Pois foi o que a THINX pensou, lançando suas “period panties”, as calcinhas que absorvem a mesma quantidade que dois tampões, “e ainda assim, aparentam e passam a sensação de uma calcinha normal”.

São diversos modelos, do estilo hot pant, passando pela basiquinha e tem até com transparência, para “heavy days” ou pra fluxo médio. O segredo está no tecido tecnológico que absorve e também combate bactérias. De acordo com a THINX, você pode usar qualquer uma das calcinhas o dia inteiro, dependendo do seu fluxo, é claro. A comunicação no site é feita com muita simplicidade e clareza e na seção How it Works, há até uma cartela explicativa.

aL-REA-THINX-01

A THINX também produz collants com shapes diferenciados e macacões pra exercícios como yoga e dança, na linha Activewear. Vale demais assistir ao vídeo que demonstra o ciclo feminino através da dança contemporânea, com corpos “reais”, usando os collants da marca, é claro. E os produtos da THINX não se limitam ao underwear. Pras mulheres que ainda não se adaptaram à soluções alternativas como o copinho coletor, a marca produz também tampões ecológicos, “for real menstruating humans”, como anunciam. Feitos de algodão 100% orgânico, eles não levam componentes químicos e são biodegradáveis! A caixa com 8 custa 6 dólares. Bem acessível, né?

aL-REA-THINX-03

homepage__hero--2

Pras desconfiadas, a THINX promete que a mágica acontece de verdade, e conta com muitos depoimentos de clientes satisfeitas. Mas há  também a tradicional promessa de reembolso do dinheiro, caso você não curta ou não se adapte.  E aí, deu vontade de experimentar?

.

{Este post é produzido e compartilhado com *aLagarta}

*A aLagarta é a primeira emag feminina independente e colaborativa do Brasil. Uma eterna mutante, tem vida própria e vira borboleta toda vez que lança uma nova edição.

logo menos tendencia para posts blog

ENCONTRO DE MODA FRIOZINHO 18: Confira nossas Rodinhas por Marina Giustino | Rio de Janeiro, 14.03.17

OP3_arte_instagram_INV18

Dia 6 de abril, o Encontro de Moda vem aí em novo formato, ainda mais saboroso e colaborativo, pra você.

Uma das novidades da vez, além de retornarmos ao histórico prédio do IED – Istituto Europeo di Design, é a nossa série de Rodinhas dinâmicas.

As inspirações e apostas da temporada daquele jeitinho multissensorial, com direito a trilha sonora e degustação olfativa, continuam e, na parte da tarde, das 14h às 17h, são coroadas com quatro Rodinhas mediadas por experts em assuntos que nos rodeiam e estão em pauta nesse momento.

Dá só uma olhada:

 

. Representatividade na Moda – Desconstruindo padrões e aproximando pessoas, com Carla Lemos

. Processos Criativos – Novos caminhos para expandir o seu potencial para a inovação, com Clarisa Biolchini

. Causas e Conexões Responsáveis – Como a sua existência e a da sua marca impactam o mundo?, com Daniela Reis

. #FeitoNoBrasil – Inspirações para o novo ciclo de valorização da nossa cadeia têxtil e de confecção, com Renata Abranchs

 

A metodologia das Rodinhas será costurada pela super Daniela Reis, do Yunus Social Business e Welight, e conta, ainda, com uma madrinha mais que especial, a AHLMA, marca nova e cheia de propósito que vem vindo aí pra revolucionar a maneira como pensamos e consumimos moda.

Abaixo, as bios dos mediadores:
CARLA_LEMOSCarla Lemos é blogueira e influenciadora digital, sócia fundadora do Modices. Desde 2007 é responsável pela curadoria e produção de conteúdo diário sobre moda, beleza, empoderamento e representatividade. Cursou as faculdades de Moda e Figurino em 2004 e Publicidade e Propaganda em 2007 na Universidade Estácio de Sá. Em 2012 ficou como segunda colocada no prêmio Melhor blog de moda do Brasil do Instituto Zuzu Angel. Em 2015 foi Blogueira de moda na novela Verdades Secretas – Gshow (Globo.com). Anteriormente atuou como Stylist freelancer, realizando produções de moda e consultoria de imagem para jornais, revistas, marcas de moda e atrizes. Carla tem especializações em Consultoria de Imagem e Marketing Digital.

.

CLARISSA-BIOLCHINI-foto2Clarissa Biolchini é uma designer multi-task com experiência internacional. Formada em Design pela PUC-Rio com pós-graduações em História da Arte e Arquitetura pela mesma universidade e MBA pelo COPPEAD/UFRJ. Especialista em Design de Serviços e Experiência do usuário por meio da abordagem do Design Thinking, ela possui 25 anos de experiência em design, sendo 10 deles de experiência internacional em Paris, Amsterdam e Kuala Lumpur. Membro do conselho da Design & Emotion Society no Brasil, professora no curso de Graduação em Design na PUC-Rio e da pós graduação na FGV. Autora do prefácio e da edição brasileira do livro “Isto é Design Thinking de Serviços”, pela editora Bookman.

.

Daniela Reis_small-0059Daniela Reis é ativista desde que se entende por gente. Já aos 7 anos transformou o brinquedo que ganhou de Natal, um aspirador de pó, em uma draga para fazer a limpeza do lago da pequena Lambari, MG. Depois de trabalhar nas áreas de comunicação e investimento social de grandes empresas brasileiras, decidiu que era hora de dar uma virada e ajudar a construir de perto esse mundo novo que via nascer. Tornou-se facilitadora de metodologias criativas, inovadoras e conectadas com o planeta, como o Dragon Dreaming e outras. Hoje, mora em Santa Catarina, onde participa ativamente em projetos que desencadeiam inovação nos processos produtivos e transformação social e ambiental. Representa a Yunus Negócios Sociais no estado, além de ser também parte da equipe da start up Welight e fundadora de uma rede de mobilização política local, a Minha Garopaba. Vem trabalhando nos últimos 3 anos com grupos diversos que querem ampliar sua contribuição para um mundo mais justo, igualitário e ambientalmente sustentável.

.

renata1Renata Abranchs é formada em Belas Artes pela EBA/UFRJ e Estilismo pelo Senai Cetiqt. Em 1997, criou o Bureau de Estilo, que atende a centenas de empresas brasileiras da área de moda, por meio de pesquisas, consultorias de Estilo e Branding e treinamentos sob medida. Promove desde 2004 os Encontros de Moda, que já fazem parte do calendário nacional. É fundadora e mentora do RIOetc e co-autora de “A Carioca – Guia de Estilo para viver a Cidade Maravilhosa”. Carrega na bagagem, consultorias e projetos especiais com empresas como Leader, Maria Filó, Farm, Mercatto, AD, Grupo Hering, C&A, GNT, Lacoste, Adidas, Kalimo, Santa Constância, Berlan, TV Globo, entre outras. É co-fundadora do movimento #feitonobrasil , mentora da plataforma MALHA, e desde 2015, leciona na pós-graduação do Instituto Europeo di Design – IED Rio.

.

Programação completa do Encontro de Moda Friozinho 18:
programacao_rodinhas_alterado

Interessou? :)

As Rodinhas são pagas à parte. Cada participante tem direito a participar das 4 rodinhas. Confira os valores:

R$ 530,00: Palestra de inspirações pela manhã, com envio de comprovante até 04 de abril.

R$ 689,00: Palestra de inspirações pela manhã (R$ 530,00) + 4 Rodinhas à tarde (R$ 159,00), com envio do comprovante até o dia 04 de abril.

Também há a opção de participar apenas das Rodinhas. Sendo assim, o valor com envio do comprovante até 04 de abril é de R$ 159,00.

Obs: A partir de 3 pessoas da mesma empresa, oferecemos descontos.

Obs2.: Confira nossos descontos especiais entrando em contato conosco.

.

Corre e se inscreve já. As vagas são limitadíssimas: (21) 2552-2254 / 2553-0551 ou manda um e-mail pra contato@renataabranchs.com.br

.

logo menos tendencia para posts blog

para blog

 

PATROCÍNIO E CARINHO:

AMNI E CHT

MADRINHA DAS RODINHAS:

AHLMA

APOIO:

LOGOD