Quando você fala sobre sustentabilidade lá vem a ideia do caro e chato. Quando fala do veganismo ou vegetarianismo pode saber que vai ter que multiplicar a chatice e os valores monetários (segundo as más línguas!). Fala de alimentação saudável e responsável, e o orgânico vem na ponta da língua de uma maioria, né? Pois bem, a ideia aqui é trazer a reflexão que uma alimentação boa pra você, para as pessoas e pro planeta vai muito além!

prato-vegetariano_0-600x400

Aproveitamento integral dos alimentos

Num país que diariamente joga no lixo 39 mil toneladas de comida (já falamos disso aqui), o que daria para alimentar 19 milhões de brasileiros por dia, é preciso falar sobre o desperdício. Aproveitar todas as partes de um alimento é também desperdiçar menos, pra além do que vai pra lixeira depois de sobrar no prato. É incluir a casca, os talos, as sementes e tudo que for possível na mesa. Trabalho já pontuado e feito pela nossa querida Regina Tchelly no Favela Orgânica (conheça mais). <3

post-favela-600x324 Regina Tchelly coloca em prática formas de aproveitar ao máximo cada alimento

Busque saber e crie esse hábito. O resultado é surpreendente e encantador! ;)

.

Pequeno Produtor

A gente sempre fala por aqui sobre a importância de nos entendermos como parte de um todo muito maior e de um sistema interdependente – planeta, animais, plantas, seres humanos. Optar pela compra e fortalecimento do pequeno produtor é considerar toda essa interdependência e fortificar o socioambiental, não apenas um ou outro. Quando você compra do Seu Zé que planta e entrega na sua casa, pode estar colaborando com o desenvolvimento de todo um núcleo familiar, além de construir relações e entender a origem do alimento e não ser apenas mais um número ou mero lucro no mercado alimentício. Há, inclusive, feiras que reúnem produtores locais, como a Junta Local, no Rio de Janeiro. Certamente, você encontrará uma bem próxima.

Junta-Local-600x357Feira no Rio reúne pequenos produtores locais e promove troca entre os participantes

Bom pra todo mundo! 😉

.

Produção Local

Seguindo a linha do repensar a produção, comprar por perto anda junto com o fortalecimento do pequeno produtor. Que tal valorizar o que emite menos gases para distribuição e colaborar com o que por muitas vezes faz girar a economia local e, consequentemente, a vida na comunidade? Tem sensação melhor? \o/ Além de ser muito mais fácil dialogar, mudar demanda, ajustar os serviços e por aí vai. Faça um mapeamento pra entender o que você consegue garantir dentro dessa linha hoje, no seu bairro, feito por mãos vizinhas. A regra é clara: mais local, menos global.

.

Respeitando o tempo de cada alimento

Quando é a época do morango? E do tomate? E do abacate? Dá pra comer maçã o ano inteiro? Dá! Mas qual o impacto disso? Como ela chega pra você? Como o seu corpo reage ao tratamento dado a esse alimento? Estamos respeitando a hora de plantar e de colher?
Não por acaso, sempre compartilhamos campanhas que falam sobre a preferência pelos alimentos da estação. O modo instantâneo como boa parte das pessoas lida com a alimentação segue a lógica do “quero agora”, do impulso impensado que propicia um consumo irresponsável, mas precisamos repensar, entender os malefícios disso para nós e para os planetas, e inverter essa lógica o mais breve possível. Não esqueça, quem faz a demanda é você!

.

Descarte responsável

Poderíamos fechar esse trecho com uma só palavra: compostagem. Não é de hoje que a compostagem doméstica é pauta aqui no Menos 1 Lixo. A Fe Cortez, nossa idealizadora, já fez até um vídeo respondendo as perguntas que sempre chegam para nós, trazendo um pouco mais sobre os impactos ambientais do descarte desenfreado e incorreto do resíduo orgânico e mostrando as mudanças que ocorrem na relação com o alimento a partir desse novo hábito. Confira o vídeo e, caso não possa ter uma composteira doméstica, conheça o trabalho da galera do Ciclo Orgânico. ;)

Agora é só repensar seus hábitos e tomar novas atitudes. Comece já!  \o/

.

{Este post é produzido e compartilhado com *Fernanda Cortez | Menos Um Lixo.}

*Fernanda Cortez é comunicadora, sócia da 220 Ideias Transformadoras e cabeça por trás do Menos 1 Lixo, movimento e plataforma de consumo consciente que chama atenção das pessoas sobre o volume de lixo que produzem no dia a dia, focando na mudança de pequenos hábitos diários, como a substituição dos descartáveis pelos reutilizáveis.

para bloglogo menos tendencia para posts blog